domingo, 11 de janeiro de 2015

Fazer ou não fazer terapia?

Érima de Andrade

Depende. Você está satisfeito com a vida que está levando? Quer mudar, mas não consegue? Quer ter uma vida mais positiva do que está tendo? Então fazer terapia, ou qualquer outro trabalho de autoconhecimento, pode lhe ajudar.

É a insatisfação com a própria vida, a consciência da necessidade de mudar, o desejo de viver com mais alegria e positividade que faz alguém buscar uma maneira de se conhecer melhor.

Terapeutas ajudam a tornar visível o seu mundo interno, auxiliam a buscar respostas dentro de você e assim você pode escolher com segurança e positividade por onde caminhar. Numa terapia você tem a oportunidade de pensar sobre a própria vida, de compreender seus processos internos, de buscar novos caminhos.

Novos caminhos? Sim, pois se não existe uma satisfação para onde seus caminhos estão lhe levando é hora de repensar e mudar. De repensar os erros que se repetem na sua vida e as virtudes que não estão sendo praticadas. De olhar suas positividades e negatividades, hora de uma honesta auto-observação. É hora de traçar novos rumos. A esse trajeto damos o nome de autoconhecimento.

Terapeutas não têm as respostas, todas as respostas são internas e pessoais. Mas terapeutas tem disponibilidade para ouvir, para tocar, são uma presença discreta que pode às vezes suscitar um novo começo. Mas também têm essa impotência para determinar, para resolver, para viver no lugar de. A escolha é sempre do cliente, cabe ao terapeuta apoiar e acolher.

Acolher e ajudar a viver no momento presente. A fuga do momento presente tem como consequência a incapacidade de tomar decisões no momento certo. Quem só pensa no futuro, ou vive no passado, desaprende a interagir com as coisas que estão diante dos seus olhos. Vivem uma insatisfação eterna dos que não valorizam o que possuem, desejando sempre o que está distante. E quando conseguem, passam imediatamente a desejar outras coisas ainda mais difíceis.

Viver no momento presente traz solidez. E a solidez torna possível a nossa felicidade. Quando você é sólido, as pessoas podem confiar em você, suas relações melhoram. Oferecer solidez as pessoas que você ama é como oferecer o frescor a sua relação.

E estando presente, positivo e sólido você pode ampliar seu campo de visão, fazer escolhas mais conscientes, caminhar mais seguro, com presença, abertura e motivação.

Ser positivo é assumir a responsabilidade pelas próprias escolhas e decisões, é encarar as falhas como aprendizados, é aceitar os obstáculos como necessários, é abraçar o novo sempre que o antigo não mais parecer satisfatório. Ser positivo não significa ver a vida com um óculos cor de rosa, mas sim olhar honestamente para o que está acontecendo no momento presente e agir de acordo. Agir com positividade alimenta, em nós, a esperança, a convicção de que aquilo que desejamos é possível, ainda que tudo indique o contrário.

Lembre-se que por mais difícil que seja acreditar,
toda situação tem uma saída, toda noite escura tem um fim brilhante.

Não é mágico, algumas vezes não é rápido, mas fazer terapia sempre vale à pena.
Quer experimentar? Entre em contato: erimacba@gmail.com , vamos conversar a respeito.

Érima de Andrade
Terapeuta Ocupacional
CREFITO2 4284TO

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Vou ficar feliz com seu comentário. É muito bem vindo!