domingo, 25 de janeiro de 2015

Nossas conversas sobre saúde e qualidade de vida

Érima de Andrade

Essa semana foi de muitas e boas conversas.
Algumas ao vivo, outras por Skype, outras, como diz uma querida amiga, Teresa Bessil, foram na pracinha do facebook. E todas ótimas!

Foram
encontros, reencontros, aproximações que me fizeram lembrar de uma outra semana de conversas, daquela vez, sobre longevidade. E claro, saúde, qualidade de vida tem tudo a ver com longevidade saudável. Lembrei da frase mais marcante daquela ocasião. Era o verso de um poema da Elisa Lucinda que dizia: “A vida não tem ensaio, mais tem novas chances.”

E novas chances é o que conquistamos a cada dia que nos responsabilizamos por nossa vida com o foco na melhor saúde possível em cada momento da nossa existência. Ganhar consciência de que a longevidade saudável é possível, também abre um leque de novas descobertas, sobre, alimentação, qualidade de sono, autoconhecimento, atividade física, hidratação, meditação, lazer, convivência. Envelhecer é um processo, e esse processo pode ser alterado para muito melhor com atitudes preventivas, curativas e/ou paliativas.

É claro que falamos também dos efeitos causados pelos tratamentos de câncer, e como lidar com eles. O melhor é ter consciência que mesmo com tanto mal estar provocado pela toxicidade da medicação, ela está nos curando. E que essa fase é isso mesmo, apenas uma fase, que um dia passa. A vida durante o tratamento do câncer também pode se revelar uma vida de pequenos prazeres e descobertas. Descobrir que você não está sozinho nessa, descobrir alimentos que mesmo com todo o enjoo você tem prazer em consumir, descobrir que é preciso sair da zona de conforto e fazer adaptações na sua vida, e que essas adaptações, não são tão ruins assim, é um conforto sem tamanho. Mas viver essa mudança nos mostra uma flexibilidade que havíamos esquecido que existia. O tratamento se mostra como uma grande chance de nos conhecermos melhor.

O assunto que não faltou em todas as conversas, foi o tempo. Que calor! E vamos trocar receitas de como enfrentar esse período sem tanto estresse, como se hidratar, como dormir com o mínimo de qualidade. Colocar na jarra d'água uma casquinha de limão, cuidando pra ser bem fininha, só o verde, com menos branco possível, deixa a água uma delicia! E super refrescante para esse verão de maçarico ligado.

Emendamos na importância de proteger a pele dos excessos do sol, a importância da flexibilidade do corpo e da alma, a importância de viver o agora, sentindo a vida pulsar com o contato com a natureza, o brilho do olhar, respirando amor, respeito, conhecimento e afeto.

Falar de longevidade saudável é também falar sobre sexualidade, que começa na infância, e não apenas com a relação sexual. Como em todos os outros aspectos da nossa vida, também a sexualidade ganha novas chances com o passar do tempo. A relação passa a ser centrada na intimidade emocional, e não mais na genitalidade. O prazer de dar e receber se multiplica com a descoberta de novas sensações e percepções.

Como diz uma grande amiga minha, Sonia Prem Vipassana, “Maturidade é aceitar a responsabilidade de ser autêntico, seja a que preço for. A maturidade consiste em arriscar tudo para se ser autêntico.”

Autêntico, legítimo e verdadeiro com você mesmo, com as pessoas com as quais você se relaciona, e com o ambiente em que você vive, essa é a grande conquista da maturidade. E saborear a maturidade numa vida longeva e saudável, depende apenas das chances que você está disposto a se dar.

Quer ter uma vida longa e saudável? Olhe para a vida que você está vivendo agora. O que precisa mudar para que você tenha chance de alcançar o seu ideal de qualidade de vida?

O que você faz hoje determina a vida que você vai ter amanhã. E o contrário também é verdadeiro: a vida que você quer ter amanhã determina o que você vai fazer hoje.

A juventude não é eterna, envelhecer é inevitável, e ainda assim, é possível viver com qualidade todas as fases da vida. Em qualquer idade, cuidar da saúde, da alimentação, do lazer, do sono, fazer exercícios, se conhecer, manter autoestima elevada, vida social e relacionamentos gratificantes, é cuidar de um envelhecimento saudável. Podemos até não pensar nisso quando mudamos nossos hábitos, mas certamente esse é um de resultados diretos.

Como você quer viver seus próximos 30 anos? 60 anos? 80 anos?

domingo, 18 de janeiro de 2015

Vamos conversar sobre os efeitos do tratamento contra o câncer?

Descobri meu câncer de mama em 2013.

Passei 2014 totalmente envolvida com o tratamento, operei, retirei a mama, fiz quimioterapia e radioterapia. Agora faço o acompanhamento, mas ainda tenho os efeitos dos remédios em mim, dormências, e aumento da temperatura da mama.

São coisinhas chatas, que incomodam, mas tenho descoberto maneiras de lidar com isso que quero dividir com outras mulheres.

Quero montar um grupo para falar sobre o depois, sobre essa fase de estar sem câncer, mas com os efeitos ainda.

Quem sabe elas tem alguns truques para me ensinar?

Mulheres que estejam passando por isso agora, também são muito bem vindas no grupo.
Você conhece alguém que também queira participar dessa conversa?

A ideia é nos “encontrarmos” via Skype, com dia e hora marcado.
É só mandar uma mensagem para erimacba@gmail.com que passo a data.

Não é um grupo terapêutico, é um grupo de bate papo, sem custos, apenas mulheres que estão passando por isso, ou já passaram, conversando e contando suas descobertas de como lidar com tudo isso.

E você, que passou por isso, ou está passando, como tem lidado com os efeitos dos remédios?

Vamos conversar?

Espero por você!


Érima de Andrade
Terapeuta Ocupacional
CREFITO24284TO

domingo, 11 de janeiro de 2015

Fazer ou não fazer terapia?

Érima de Andrade

Depende. Você está satisfeito com a vida que está levando? Quer mudar, mas não consegue? Quer ter uma vida mais positiva do que está tendo? Então fazer terapia, ou qualquer outro trabalho de autoconhecimento, pode lhe ajudar.

É a insatisfação com a própria vida, a consciência da necessidade de mudar, o desejo de viver com mais alegria e positividade que faz alguém buscar uma maneira de se conhecer melhor.

Terapeutas ajudam a tornar visível o seu mundo interno, auxiliam a buscar respostas dentro de você e assim você pode escolher com segurança e positividade por onde caminhar. Numa terapia você tem a oportunidade de pensar sobre a própria vida, de compreender seus processos internos, de buscar novos caminhos.

Novos caminhos? Sim, pois se não existe uma satisfação para onde seus caminhos estão lhe levando é hora de repensar e mudar. De repensar os erros que se repetem na sua vida e as virtudes que não estão sendo praticadas. De olhar suas positividades e negatividades, hora de uma honesta auto-observação. É hora de traçar novos rumos. A esse trajeto damos o nome de autoconhecimento.

Terapeutas não têm as respostas, todas as respostas são internas e pessoais. Mas terapeutas tem disponibilidade para ouvir, para tocar, são uma presença discreta que pode às vezes suscitar um novo começo. Mas também têm essa impotência para determinar, para resolver, para viver no lugar de. A escolha é sempre do cliente, cabe ao terapeuta apoiar e acolher.

Acolher e ajudar a viver no momento presente. A fuga do momento presente tem como consequência a incapacidade de tomar decisões no momento certo. Quem só pensa no futuro, ou vive no passado, desaprende a interagir com as coisas que estão diante dos seus olhos. Vivem uma insatisfação eterna dos que não valorizam o que possuem, desejando sempre o que está distante. E quando conseguem, passam imediatamente a desejar outras coisas ainda mais difíceis.

Viver no momento presente traz solidez. E a solidez torna possível a nossa felicidade. Quando você é sólido, as pessoas podem confiar em você, suas relações melhoram. Oferecer solidez as pessoas que você ama é como oferecer o frescor a sua relação.

E estando presente, positivo e sólido você pode ampliar seu campo de visão, fazer escolhas mais conscientes, caminhar mais seguro, com presença, abertura e motivação.

Ser positivo é assumir a responsabilidade pelas próprias escolhas e decisões, é encarar as falhas como aprendizados, é aceitar os obstáculos como necessários, é abraçar o novo sempre que o antigo não mais parecer satisfatório. Ser positivo não significa ver a vida com um óculos cor de rosa, mas sim olhar honestamente para o que está acontecendo no momento presente e agir de acordo. Agir com positividade alimenta, em nós, a esperança, a convicção de que aquilo que desejamos é possível, ainda que tudo indique o contrário.

Lembre-se que por mais difícil que seja acreditar,
toda situação tem uma saída, toda noite escura tem um fim brilhante.

Não é mágico, algumas vezes não é rápido, mas fazer terapia sempre vale à pena.
Quer experimentar? Entre em contato: erimacba@gmail.com , vamos conversar a respeito.

Érima de Andrade
Terapeuta Ocupacional
CREFITO2 4284TO

domingo, 4 de janeiro de 2015

Meus desejos para você em 2015

Nessa oração celta os meus desejos para você em 2015.
Que seja um ano maravilhoso!
Beijos,
Érima

“Que despertes para o mistério de estar aqui e compreendas a silenciosa imensidão da tua presença.
Que tenhas alegria e paz no templo dos teus sentidos.
Que recebas grande encorajamento quando novas fronteiras acenam.
Que respondas ao chamado do teu Dom e encontre a coragem para seguir-lhe o caminho.
Que a chama da raiva te liberte da falsidade.
Que o ardor do coração mantenha a tua presença flamejante e que a ansiedade jamais te ronde.
Que a tua dignidade exterior reflita uma dignidade interior da alma.
Que tenhas vagar para celebrar os milagres silenciosos que não buscam atenção.
Que sejas consolado na simetria secreta da tua alma.
Que sintas cada dia como uma dádiva sagrada tecida em torno do cerne do assombro”.
Oração Celta