domingo, 18 de setembro de 2016

É preciso pedir

Érima de Andrade

Tenho uma amiga que afirma em todos os seus cursos e palestras, que
no céu tem um departamento de prece, e que todas as preces que fazemos são atendidas.

Mas é preciso pedir.

Sim, é verdade, você consegue tudo que pede, desde que você peça. Ouço com frequência: "mas ele/ela sabe o que eu quero e se recusa a fazer". Será? Você pediu? Quantos mal-entendidos, quantas refeições com “cara feia”, quantos “climas insuportáveis” deixariam de acontecer se você simplesmente fosse claro na sua comunicação, fosse claro nos seus pedidos?

“Eu tenho certeza que ele/ela sabe, não preciso falar”; “eu sei que ele/ela percebeu” ; “ele/ela sabe o que significa quando estou assim, não preciso ficar repetindo"; “sempre fazem o que eu não quero, e eles estão cansados de saber que eu não gosto”... Será mesmo?

Ela sabe, ele sabe, eles sabem, quem garante que sim? “Deus sabe o que é melhor para mim”, essa também é uma frase campeã ouvida no consultório. É sempre dita por quem se desresponsabiliza da própria vida, 
“não tem nada que eu possa fazer, Deus sabe o que é melhor para mim”.

Tenho certeza que sabe, mas mesmo Deus precisa que você peça. Lembra, você tem livre arbítrio, Ele sabe o que é melhor para você, mas respeita as suas escolhas. “Não vá por aí” sopra o seu coração. Mas deixa que você pegue esse caminho, se assim você decidir. E o seu pedido, não expressado, está sendo atendido.

Tornando mais claro: sua intuição diz “por aqui não é bom”. Seu intelecto diz: “mas é por aqui que eu quero ir”. Eu quero ir, eu desejo ir, eu escolho ir, eu vou.

Sim, minha amiga tem razão, todas as preces são atendidas.

Deseja esse caminho? Ok, vá por ele. E vai sabendo que você também é responsável por tudo aquilo que sua intuição lhe avisou e você não ouviu.

Talvez o problema seja que você não sabe pedir. Uma das frases budistas que acho mais legais diz assim: “mais raro que uma joia rara que realiza desejos”. Elas existem? Não sei, e não faz diferença. Qualquer coisa que você tenha em casa que você decida que sim, é seu objeto mágico que realiza desejos, serve para o que vou lhe propor.

Pegue-o e deseje.

Conseguiu? Essa é outra grande verdade, na maioria das situações não sabemos desejar...

Sua joia mágica tem essa função, ajudar a focar no que de fato você deseja para sua vida. E pode acreditar, uma vez que seu foco tenha se iluminado, você vai ver ao longo dos seus dias, muitas indicações do caminho que precisa seguir para que seu desejo se realize. Porque não adianta só desejar, é preciso ação na direção dos seus desejos.

É preciso pedir ajuda, pois eu posso ter certeza que você precisa de ajuda e aceito seu livre arbítrio de não querer. E nem adianta insistir. Ninguém, ninguém mesmo, ajuda quem não quer ser ajudado.

Às vezes você não verbaliza seu pedido de ajuda, mas sua postura, sua aparência, seu modo de agir, pedem ajuda. E se isso acontecer, e lhe oferecerem ajuda, aceite. As pessoas realmente ajudam quando você precisa e deixa claro de alguma maneira. Eu já vivi isso.

Estava atravessando o Campo de São Bento, um parque aqui em Niterói, numa tarde fresca de sol, a caminho de uma consulta de rotina. O Campo tem árvores centenárias e a sombra das suas folhas formavam uma linda renda no chão. Começou a soprar uma brisa levinha, gostosa, e aquela renda se mexeu e meu mundo mexeu junto... Provavelmente cambaleei, ou fiquei pálida, não sei. Só sei que imediatamente duas mulheres vieram me oferecer ajuda. Dali até minha consulta eram dois quarteirões, e elas, que nunca vi na vida, e depois disso não tornei a ver, me acompanharam até a entrada do prédio. 


Iam falando coisas bem simples, com um sorriso simpático, fazendo de tudo para que eu me sentisse bem, uns anjos. Perto do meu destino, uma delas me falou com uma doçura impar: “Princípio de gestação é assim mesmo, dá umas vertigens. Eu já passei por isso.” Sorri para ela e pensei: É isso que parece??? Não falei nada. Com 52 anos na época, estava mais próxima de ter um neto do que ter um filho... Mas não ia arriscar desconsertar, nem por um segundo, alguém que caiu do céu para me ajudar a chegar ao médico. Sentia gratidão demais para fazer qualquer coisa que a deixasse mal. Ah, e só para completar a história, era labirintite.

Agora você já sabe que todas as preces são atendidas. É bom cuidar do que você anda pedindo, por ações, palavras, pensamentos. E já que todas são atendidas, também é uma boa ideia pedir o que você de fato deseja.

As pessoas ajudam, esteja aberta para isso. E ajude sempre que você perceber que poderá ser útil. O mundo se torna um lugar melhor se eu me torno uma pessoa melhor. Faça a sua parte.

Que suas preces sigam pelo caminho que você desejou.

2 comentários:

  1. Lindo texto para fazermos uma reflexão, obrigado amiga querida, sempre nos ajudando!!!

    ResponderExcluir

Vou ficar feliz com seu comentário. É muito bem vindo!