domingo, 19 de junho de 2016

Beaba do Câncer

 Érima de Andrade

“Descobri” o
Instituto Beaba através de uma notinha numa revista de bordo. Não dizia muita coisa, mas foi o suficiente para despertar minha curiosidade e me fazer pesquisar para conhecê-los.

No site Beaba, eles se definem como “uma entidade sem fins lucrativos com a missão de desmistificar o câncer e informar de maneira clara, objetiva e otimista sobre a doença e o tratamento com foco em crianças, adolescentes e seus familiares.”

E como fazem isso bem! Fiquei encantada ao constatar que a missão está sendo maravilhosamente bem cumprida. A cartilha feita por eles é lindinha, clara e transparente. Não tem espaço para bicho-papão. É tudo muito claro e objetivo, verdadeiro e incrivelmente delicado. Não trata a criança como se não entendesse nada, não nega dificuldades, trata a realidade com verdade, clareza e informação. Tudo é dito, não tem reticências, nem fantasias, e esse respeito pela inteligência da criança tem que ser aplaudido, estimulado e divulgado. 


Foi “desenvolvido por pacientes, acompanhantes, profissionais da saúde e criativos.” Gente cuidadosa, atenta e delicada, com certeza.


A cartilha “é um guia rápido com tudo que você precisa saber sobre câncer, para pequenos pacientes e seus acompanhantes.” Descrito assim parece até uma coisa comum, mas não é mesmo. É, repito, de uma delicadeza, um respeito pela inteligência das crianças, um cuidado para que tudo seja dito, explicado, entendido e mesmo assim, não assuste. Bendita a ternura mansa que tudo explica, lançando um olhar de doçura a um momento tão difícil.
                    

“São 160 termos do ambiente oncológico, ilustrados e explicados, de uma maneira clara, objetiva e otimista.” E tudo, tudo mesmo que pode acontecer ao longo do tratamento, está explicado ali. 



E como não têm nenhuma pretensão de saber tudo de todos, terminam a cartilha perguntando: “Você gostou? Tem alguma dúvida? Podemos melhorar? Escreva pra gente: hello@beaba.orgE assim, aquilo que você viveu e não está na cartilha, pode entrar numa próxima edição.

                           



Trabalhos assim merecem divulgação. Informação salva vidas, ensina a lidar com a realidade, mostra caminhos possíveis. Que todos possam ser sempre bem informados.

5 comentários:

  1. Vou passar para as amigas, pois, achei muito interessante, e a sua ideia de compartilhar foi ótima. Um beijo, Dirma

    ResponderExcluir
  2. Desculpem publiquei No local errado

    ResponderExcluir

Vou ficar feliz com seu comentário. É muito bem vindo!